..............................................................

domingo, 22 de abril de 2012

O gigante Hotel Gloria agora é “Gloria Palace Hotel”


Luxuoso, glamoroso, inovador, sofisticado, requintado, clássico com um toque de modernidade, confortável, atraente e muito, mas muuuito caro!!! Essas são as futuras características do Gloria Palace Hotel.




As obras de modernização do Hotel Gloria, do empresário Eike Batista e que foi rebatizado de Gloria Palace Hotel, seguem a todo o vapor. O estabelecimento deve entrar em operação no primeiro semestre de 2014.



A clássica fachada de 1922, ano de abertura do hotel, sofreu alterações em reformas promovidas nas décadas de 1960 e 1970, está sendo revitalizada e preservada, de acordo com as orientações da Subsecretaria Municipal de Patrimônio do Rio de Janeiro, e devidamente licenciada pela Secretaria de Urbanismo da capital fluminense. A perspectiva artística acima mostra como ficará o prédio.



Oitenta anos depois, a história de um dos ícones da hotelaria carioca ganha novo capítulo, sob administração do empresário Eike Batista, o sétimo homem mais rico do mundo, que o arrematou por estimados R$ 80 milhões em 2008. 



Desde então, o local fechou suas portas, o projeto inicial mudou, o cronograma atrasou, o BNDES liberou R$ 146,5 milhões e o curso da reforma virou um mistério.


“A revitalização do Gloria Palace Hotel reafirma o compromisso do Grupo EBX em investir em iniciativas que valorizem o potencial econômico e turístico do Rio, trazendo um conceito inovador de hotel de luxo, com todos os serviços acessíveis não só aos hóspedes, mas também ao público mais exigente da sociedade carioca”, explica o diretor da REX, Marco Adnet, empresa do Grupo EBX responsável pelo projeto de revitalização do Gloria Palace Hotel.


O projeto acabou marcado também por uma ausência, o Teatro Glória, eliminado da estrutura ao longo da concepção do remodelado prédio.



O Glória serviu de residência para deputados, senadores e ministros, um fluxo de hóspedes ilustres só reduzido após a transferência da capital para Brasília, em 1960. Entretanto, ainda passaram por lá os presidentes José Sarney, Itamar Franco, Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva.




O plano é desbancar o Copacabana Palace, o Fasano (em Ipanema ou nos Jardins), o paulistano Emiliano e outras centenas de hotéis cinco estrelas espalhados pelo planeta. ”Nosso empenho é para que o Rio tenha um dos dez melhores hotéis do mundo”, informa Eike Batista, segundo o site d24am.com.




Um símbolo do novo empreendimento promete ser a piscina, com fundo transparente, instalada na cobertura sobre o vão retangular existente entre os blocos de apartamentos. 



O hóspede que transitar pela grande área de circulação do segundo andar, ao olhar para cima, poderá conferir a movimentação dentro do “aquário humano”. O hotel vai manter os dez pavimentos, seguindo o padrão do edifício de 1922, que sofreu alterações ao longo dos anos, inclusive na fachada.





Tarifas ainda não entraram na pauta, mas elas devem concorrer com as cobradas pelo Copa (de R$ 1.140 a R$ 5.600) e pelo Fasano (de R$ 1.330 a R$ 6.640). O hotel terá 346 apartamentos e ampla área de Eventos, entre outras facilidades.



Pela variedade de serviços, o empreendimento do Glória pretende atender a um grupo diversificado, de celebridades internacionais a turistas em busca de lazer em praias cariocas, passando também pelos executivos que vêm ao Rio a trabalho. É esperar para ver!


7 comentários:

  1. O que q é essa piscina????? arrasooooooooooooooouu

    ResponderExcluir
  2. ual, vai desbancar o copacabana palace

    ResponderExcluir
  3. Gieovani Goldernini25 de abril de 2012 15:54

    Se botarmos lado a lado o Gloria Palace e o Copacabana Palace, os dois tem o mesmo estilo, e são parecidíssimos!!!

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir